Conquistando territórios

Me lembro como se tivesse acontecido ontem, a gente chegava na casa do Guilherme em torno das 19h, geralmente os mesmos, Adriano, Rafael, Nilson e eu (não os chamarei pelos apelidos aqui pois temo retaliações…rs), algumas vezes a Fernanda, irmã do Guilherme, e a Ariane, minha irmã, integravam ao time também. Fazíamos uma vaquinha e encomendávamos a maior quantidade de esfihas do Habib’s que desse, o refri geralmente da marca Simba era brinde. A gente batia um papo para sociabilizar, mas a ansiedade logo tomava conta e em pouco tempo o tabuleiro estava armado e os dados rolavam soltos. O Jogo era WAR, um clássico, especialista em transformar amigos em canalhas, crápulas e nos maiores traidores da história, talvez perdendo apenas para UNO, mas este acaba sendo sádico, já WAR, ele tinha sua pitada de Maquiavel, queria eu ter lido “O Príncipe” naquela época, teria grande destaque neste jogo. Mas enfim, começava interessante e com muito mistério, o baixo volume e exércitos em cada lugar não deixava claro os objetivos de cada um, a arte de blefar e não mostrar interesse era crucial para garantir a longa sobrevivência no jogo, uma vacilada em demostrar seus objetivos de forma precoce e todos já sabiam o que fazer, quem estava no seu caminho, era simplesmente te bloquear até que àquele que precisasse te eliminar facilitasse o jogo para eles. O jogo possuía um elemento aleatório, os dados de ataque e defesa, suas combinações é que julgavam quem sairia vitorioso das investidas, isso até ajudava a deixar o jogo interessante uma vez que já vi 6 exércitos resistirem a mais 20 (parecia 300 de Esparta), mas não se enganem, este jogo não tem nada de sorte, é estratégia pura. Até mesmo quando seu objetivo era eliminar totalmente os exércitos de uma cor, conquistar territórios era crucial para sobrevivência no jogo, quanto mais territórios conquistados, mas rápido você avançava no seu objetivo e com mais potência. E por que eu gasto tantas linhas falando sobre WAR? Porque a estratégia de ganhar territórios nos mercados é exatamente igual.

Vender online pode parecer fácil para muitos, a pessoa monta um e-commerce, dependendo do produto ele consegue rodar o estoque de forma rápida, os canais são baratos e isso brilha os olhos, então ela decide expandir, criar seu próprio canal, e é ai que descobre que um business que não tem limites no mundo virtual, começa a ter impeditivos no universo físico. Existem vários comércios virtuais que já esbarraram em limitantes de distribuição e fecharam, muitos deles grandes varejos. A competitividade por vender a um frete baixo, muitas vezes grátis, e num tempo cada vez mais curto faz com que os desafios dos negócios sejam maiores. Qual é a solução então? Talvez mais horas de WAR para incentivar a criatividade do varejo.

Ganhar territórios passa a ser uma estratégia cada vez mais fundamental para os varejos digitais, encontrar uma maneira de já estar perto do seu cliente antes dele comprar pode ser uma maneira de encantá-lo, e não precisa ser mágico para fazer isso, pesquisar de onde é a maior parte do seu tráfego e conversões é um bom ponto de partida, fazer parcerias com canais de distribuição em mercados que você deseja penetrar é outro bom conselho, utilizar sua rede de lojas físicas (se tiver uma ) já fará com que você otimize melhor os recursos.

Todas estas estratégias são muito eficientes, mas algo que todo varejo deveria estar estudando são Dark Stores, pontos de distribuição que você capilariza estrategicamente para garantir que seu produto chegue a um frete atrativo e em prazo encantador. Dark Store é um conceito de utilizar lojas que não performam bem para se tornarem um depósito, mas este conceito tem evoluído para ser muito mais que isso, evolui para ser pontos de distribuição extras ao seu negócio, podendo ser desde salas ou quartos alugados, até containers em estacionamentos, tudo que fizer sentido garantir efetividade nas entregas. Apostar em um único ponto de distribuição pode significar ser muito bom para quem está perto e péssimo para quem não. Isso pode parecer óbvio… mas se sua venda online parece performar melhor em apenas um perímetro, o motivo pode estar no centro dele, que pode surpreendentemente ser o teu galpão, único galpão.

No vídeo abaixo falo mais sobre Dark Stores e como funcionam:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: